Os desafios do Auxiliar de Geriatria na era das novas tecnologias

Publicado em 2019-09-19

auxiliar-geriatria-Master-D

 

As Novas Tecnologias ao Serviço dos Idosos

Vivemos na aclamada aldeia global, em que cada ação diária é suportada, facilitada, sugerida, ou melhorada por um suporte tecnológico. No dia-a-dia do idoso tal não é exceção, e cada vez mais é notória a sua utilização quotidiana.

Não nos podemos esquecer que a cada geração, o “ser idoso” altera-se. O idoso que hoje tenha 75 anos, é diferente do idoso que tinha 75 anos em 1970. As suas necessidades e aspirações eram diferentes, a sua atividade diária era diferente, o seu modo de se ver a si mesmo era diferente. Esta visão em linha cronológica faz-nos questionar:

    • Como será o idoso que tenha como data de nascimento o ano de 2019? Terá 75 anos em 2094!
    • Quais serão as suas aspirações? Qual será o seu papel na sociedade?
    • Como será ser idoso na viragem para o séc. XXII?

As respostas concretas apenas as teremos no futuro, mas é certo que estarão envoltas em tecnologia. Tomemos como exemplo a atualidade:

  • Telemóveis com ecrãs amplos, facilitando o seu manuseamento;
  • Aplicações que acompanham e alertam para alterações no estado de saúde e bem-estar;
  • Dispositivos que monitorizam as tarefas quotidianas, alertando familiares em momentos de emergência;
  • Rede de Internet móvel e doméstica com aplicabilidade nas diversas áreas, entre elas:
  • Estimulação cognitiva, com desafios e jogos mentais;
  • Entretenimento, com ebooks, filmes, músicas, videojogos;
  • Social, com software de promoção de contactos verbais, escritos e videochamadas, ou mesmo redes sociais quer específicas quer generalistas.

formacao-saude-master-d

Podemos, assim, perspetivar o idoso do futuro como um elementos cada vez mais ativo enquanto ser individual, e muito mais informado e participativo na sua comunidade.

No futuro encontraremos o idoso que aumentou as fronteiras do seu próprio espaço e um melhor conhecedor de si mesmo. Este idoso promissor utilizará as tecnologias que tem ao seu alcance para mitigar as limitações e aumentar as suas capacidades de modo muito mais eficiente.

Estamos, apenas, em 2019 – lembre-se que somos e seremos – todos – idosos de vanguarda!

Daniela Fonte – e-Tutora do curso de formação em Auxiliar de Geriatria na Master D

 

As opiniões dos formandos acerca da formação na Master D

Acompanhar a percurso dos formandos mesmo depois de terminada a formação é um dos objetivos da Master D. Por isso, desafiamos os formandos a deixarem o seu testemunho e a partilharem-no com quem ambiciona também melhorar o seu percurso profissional.

Um desses casos é o do Ricardo Moura que é agora Auxiliar de Geriatria. O Ricardo sempre teve atividades profissionais que nada levavam a crer que iria seguir o seu caminho profissional na área da saúde. No entanto, a necessidade de trabalhar com um idoso com doença de Alzheimer fizeram com que descobrisse a sua verdadeira vocação.

Depois de terminada a formação sente que está apto e que está munido das ferramentas essenciais para ser um bom Auxiliar de Geriatria. E disso temos a certeza porque comprovamos através das suas redes sociais onde mostra a evolução do idoso ao seu cuidado.

 

Veja agora o vídeo que gravámos com o Ricardo. Um testemunho na primeira pessoa. 

 

Onde posso trabalhar com a formação em Auxiliar de Geriatria?

Vários dão os locais e entidades que precisam de Auxiliares de Geriatria e, devido à cada vez maior esperança média de vida e os avanços no âmbito da saúde, cada vez vivemos até mais tarde. O envelhecimento populacional é o grande impulsionador da procura deste tipo de profissionais. Sob orientação de profissionais de saúde com formação superior, alguns dos locais a desempenhar funções podem ser:

  • Hospitais públicos ou privados;
  • Centros de Saúde;
  • Unidades de Cuidados Continuados;
  • Centros de acolhimento de idosos;
  • Empresas de apoio domiciliário;
  • Clínicas privadas;
  • Lares de terceira idade.

Colaborar na integração do idoso e na melhoria da sua qualidade de vida diária é um papel fundamental na nossa sociedade. Fazer a diferença na vida de alguém é o que o motiva? Não espere mais e invista na sua formação o quanto antes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *