Como ser um bom Auxiliar de Geriatria?

Publicado em 2019-06-06

Como ser um bom Auxiliar de Geriatria

Uma profissão emergente e cada vez mais necessária

O aumento do número de idosos impulsiona a procura de profissionais para cuidados geriátricos. O crescente envelhecimento da população mundial, bem como o aumento da esperança média de vida, fazem com que as profissões especializadas nas áreas dos cuidados com idosos se encontrem também em crescimento.

Com a formação em  Auxiliar de Geriatria poderá desempenhar funções com elevada empregabilidade e procura, nomeadamente auxiliar de geriatria, auxiliar de apoio domiciliário/ajudante familiar, ajudante de lar ou cuidador de idosos.

O perfil de um bom profissional de cuidados geriátricos

Como ser um bom Auxiliar de Geriatria

Auxiliar de Geriatria, Agente de Geriatria, Assistente de Apoio Geriátrico. São muitas as denominações mas um só perfil a conceber – ser o apoio de alguém que, por sua idade e eventuais patologias, se encontra mais vulnerável.

Esta vulnerabilidade pode ser temporária ou contínua. Mas em qualquer um dos casos, o apoio do profissional de Geriatria é transversal e abrangente. Reune na sua atuação duas áreas complementares: a Geriatria e a Gerontologia.

Esta união permite que o Auxiliar de Geriatria conheça as principais patologias relacionadas com a idade avançada. Sabendo identificar e atuar em conformidade com as distintas características das mesmas (Geriatria), também possibilita que seja capaz de reconhecer em cada idoso um individuo único e irrepetível, com uma história de vida ímpar e rica. Deste modo, será capaz de responder às necessidades específicas inerentes à esfera emocional e psicossocial (Gerontologia).

Este entendimento é a base da construção de um profissional não somente conhecedor das limitações de cada idoso, mas sobretudo ciente das capacidades consolidadas e de como as potenciar. O respeito e a dignidade humana encontram-se como princípio fundamental e irrefutável, orientador de todo o processo deste cuidador formal que é, aos dias de hoje, crucial para a manutenção da qualidade de vida.

Daniela Fonte, e-Tutora da formação em Auxiliar de Geriatria

Principais funções de um Auxiliar de Geriatria

Devido à cada vez maior procura deste tipo de profissional é fundamental munir-se dos conhecimentos teóricos e práticos para o eficaz desempenho da profissão. Algumas das funções a desempenhar são:

  • Apoio no domicílio ou numa instituição, no que diz respeito a cuidados básicos de higiene, de conforto e de saúde;
  • Apoiar na alimentação, prestar cuidados de higiene e arrumação do meio onde se move;
  • Organizar e preparar os materiais e equipamentos essenciais à prestação de cuidados;
  • Colaborar no desenvolvimento de atividades de animação para evitar situações de monotonia, isolamento e solidão.

Não tem experiência na área da Geriatria? Não há problema. Com esta formação adquire todos os conhecimentos teóricos e práticos para exercer esta atividade, melhorar ou atualizar os seus conhecimentos e ainda apostar no seu crescimento e desenvolvimento pessoal.

Conheça a opinião da Carla Antunes que se especializou em Auxiliar de Geriatria na Master D Lisboa:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *