Mais de 80 cursos para conseguir os seus objetivos. Informe-se!

Pesquisar

Encontrados resultados para ''

Guia de Procura de Emprego

Publicado em 19 de Setembro de 2022

  • A Procura de Emprego é uma fase importante por que passamos – uma fase que requer que tenhamos o conhecimento, a preparação e prática necessária.
  • Evolua na sua carreira com uma formação certificada!
guia de procura de emprego

A Procura de Emprego

Hoje em dia, a procura de emprego é muito mais do que enviar o CV e ficar à espera de respostas. O CV é fundamental, mas é somente uma das partes.

Quem procura uma nova profissão, um novo emprego, ou possibilidades de escolha tem de se preparar e criar um plano que o destaque dos outros profissionais. É algo que requer tempo – enquanto estamos desempregados, a procura de trabalho tem de ser pensada como a nossa profissão.

Quanto mais tempo e mais energia dedicamos à procura de emprego, mais rápidos serão os retornos.

Quando estamos empregados, arranjar este tempo pode ser difícil, mas é importante – decidir quais são os dias que vamos dedicar à procura, quantas horas em cada dia, e quais são as tarefas que ainda estão em falta.

Pedir ajuda na nossa rede de contactos?

Uma pergunta que recebemos de muitos formandos Master D, é sobre se devemos de pedir ajuda aos nossos amigos, familiares e rede de contactos quando procuramos emprego.

A resposta depende dos valores de cada um – do que cada pessoa se sente confortável com.

A nosso ver, pedir assistência aos nossos próximos faz todo o sentido. Não precisa de ser “cunhas”.  Muitas empresas encorajam os seus empregados a recomendar profissionais de qualidade para trabalhar consigo. Na maioria dos casos, ainda vai haver um processo de entrevistas, que vão determinar se somos a pessoa indicada para a posição.

Investir na Educação

Estar desempregado não é ideal, mas dá-nos a possibilidade de investir em nós próprios.

A procura de emprego provavelmente não envolverá todo o nosso tempo – vamos ter tempo para abordar uma nova atividade.

Esta pode ser a altura ideal para tirar uma formação. Se estamos insatisfeitos com a nossa profissão, podemos encontrar um novo rumo profissional; se gostamos da área onde trabalhamos, podemos conseguir um certificado de conhecimento e competências que nos destaca de outros profissionais.

Na Master D dispomos de cursos Online e Semi-presenciais que o podem ajudar a evoluir na carreira!

Conheça as nossas formações

Linkedin

O Linkedin é uma ferramenta essencial na procura de emprego. Hoje em dia, quase todas as grandes empresas estão presentes na plataforma, e usam-na para procurar profissionais qualificados.

Tomar o tempo para criar um perfil de qualidade, com toda a informação necessária, exposta de forma congruente e organizada pode fazer toda a diferença na procura de emprego.

Quando nos candidatamos através da plataforma do Linkedin, os empregadores vão ter a oportunidade de conhecer-nos melhor – de forma mais detalhada do que no CV.

Publicando conteúdo relevante, mostramos pro-atividade a possíveis empregadores. Segundo o jornal Expánsion, mais de 80% das empresas já usam as redes sociais como forma de encontrar profissionais.

criar o cv

Onde se deve procurar emprego

Hoje podemos combinar os locais de procura de emprego digitais com os locais tradicionais!

Plataformas como o Netemprego, Carga de Trabalhos, Sapo Emprego e outros apresentam novas oportunidades de trabalho todos os dias. Visitar estas páginas recorrentemente permite-nos manter a par do estado do mercado de trabalho, de novas oportunidades e de possíveis oportunidades de mudança de carreira.

As plataformas de procura de emprego tradicionais como os jornais e o Diário da República, ou os centros de emprego ainda são muito relevantes. Ainda existem muitas empresas com pouca presença online que preferem os meios tradicionais para procurar novo talento.

Também existem lojas e pequenas empresas que preferem manter os seus anúncios locais, com sinais de “procura de emprego”. Estar atento a estas oportunidades pode ajudar-nos a conseguir trabalho perto dos locais que já frequentamos.

 

Curriculum Vitae

No inicio do artigo referimos que o CV já não é o único fator que devemos de ter em conta quando procuramos emprego. É verdade, mas ele ainda é um fator diferencial.

Quando estamos a criar o nosso curriculum existem alguns cuidados que devemos de ter em conta.

Colocar informação Relevante

Quando começamos a nossa carreira, provavelmente iremos pôr toda a informação sobre nós no currículo – ainda não temos experiência profissional. Quando evoluímos na nossa carreira devemos de ser seletivos. Pense bem na informação que coloca no Currículo, tendo em conta que o tamanho ideal é uma página, no máximo duas. Os dois pontos mais importantes a colocar é a “formação e capacidades relevantes ao emprego” e “experiência profissional relevante”.

Seja específico nos seus conhecimentos

Se, por exemplo, trabalhou com redes sociais não precisa de colocar somente um ponto a dizer “Redes Sociais”. Descreva – “Redes Sociais: Planeamento de campanhas, Produção de conteúdo, Interação com publico, Criação de campanhas e Análise de resultados”.

Colocar Fotografia

A fotografia é um dos pontos de contenção quando criamos o nosso currículo. Existem profissionais que acham absolutamente necessário e existem profissionais que acham prejudicial.

Quando for necessário para a empresa empregadora de ter uma fotografia, será indicado no anuncio de emprego. Aqui a decisão será de quem está à procura de trabalho. Por um lado, a fotografia mostra um lado mais pessoal que é associado à informação que está no currículo. Por outro lado, os recrutadores vêm tantos CVs, que as fotografias começam a passar despercebidas. Caso decida colocar uma fotografia, é importante que seja uma fotografia de qualidade e com perfil profissional.

Ser Breve

Uma frase de introdução é positiva para o currículo. Uma frase de introdução longa é negativa. Os Recrutadores podem ver centenas de currículos no mesmo dia, e uma parede de texto gigante vai ser ignorada. Mantenha o seu CV breve, com informação bem organizada e aspeto limpo.

soft skills na procura de emprego

Candidatura Espontânea

A candidatura espontânea é um modelo alternativo de candidatar-se a uma posição, onde não existiu um pedido formal por funcionários.

É uma alteração no processo de recrutamento, onde o candidato demonstra interesse específico, demonstra que foi feita uma pesquisa à priori e demonstra o seu empenho.

Com os processos de Candidatura cada vez mais automatizados, este modelo é completamente distinto. As plataformas modernas como o Linkedin ou como a Indeed promovem candidaturas que são basicamente feitas sobre o processo de “Ctrl + c … Ctrl + v” – os nossos dados já estão preenchidos, e o CV que enviamos é o mesmo para qualquer empresa ou posição. As candidaturas espontâneas permitem que haja uma maior customização.

Algumas dicas para uma candidatura espontânea de excelência:

Pesquisa – Antes de começar a trabalhar na sua candidatura, é necessário que haja um trabalho de pesquisa. Se este vai ser o seu primeiro emprego poderá necessitar de uma pesquisa profunda; se já se encontra dentro do ramo, poderá conhecer projetos onde gostaria de trabalhar. O importante é recolher o máximo de informação possível sobre a empresa, a marca, sobre o projeto e posição específica a que se irá candidatar. Estes dados serão essenciais para personalizar o seu CV, a sua Carta de motivação e a sua Mensagem.

Mensagem – Por norma a candidatura espontânea é realizada através de email e por isso precisa de um corpo de mensagem. Esta deve ser uma mensagem breve, mas explicativa. Apresentamos-mos, falamos do nosso percurso e do motivo para nos estarmos a candidatar. Os pormenores serão partilhados no CV e na Carta de Motivação.

CV – Criando um Curriculum Vitae personalizado para ir ao encontro das necessidades e expetativas específicas da empresa a que nos estamos a candidatar, temos a oportunidade de captar a atenção da equipa de recrutamento. Apresentamos as nossas capacidades e moldamos a nossa experiência para ir de encontro ao que a empresa necessita no momento.

Carta de apresentação – Igualmente, temos a oportunidade de personalizar a nossa Carta de Motivação para ir ao encontro das expetativas e necessidades da empresa. Como é que a nossa experiência e as nossas atividades anteriores irão ajudar esta marca a resolver os seus problemas ou aumentar a sua produção?

Leia também o artigo sobre como realizar uma candidatura espontânea.

 

A importância dos Soft Skills

Os Soft Skills são todas as competências e características que trazemos para a empresa e que não estão relacionadas com conhecimentos ou experiência na área.

Capacidades como a criatividade e persuasão podem ser fundamentais para as entidades empregadoras. Quando a entidade empregadora tem de escolher entre dois profissionais com as mesmas competências profissionais, serão os soft skills a servir como fator de diferenciação.

Desde o processo de recrutamento, durante as entrevistas, até à atividade profissional, temos de ser capazes de demonstrar as nossas capacidades.

Alguns dos soft skills mais importantes:

Apresentação – A nossa apresentação é um tópico um pouco controverso, mas muito relevante. Não queremos um gestor de macacão azul, nem um mecânico de fato e gravata. O importante é vestir-nos para a nossa posição e prezar pela nossa aparência – manter a barba e o cabelo cuidados e as unhas arranjadas, por exemplo. A imagem dos colaboradores de uma empresa, reflete a imagem da marca – os entrevistadores estão à procura de uma pessoa que se enquadre.

Atitude – Mostrar pro-atividade e atitude positiva fazem toda a diferença, tanto no processo de recrutamento como no ambiente de trabalho. Durante as entrevistas profissionais, faz todo o sentido de referir problemas que sentimos em trabalhos anteriores e o que fizemos para ultrapassar estas dificuldades.

Pensar em Crescer – Durante o nosso percurso profissional é importante não estagnar. Uma excelente forma de o demonstrar a empresas empregadoras é através de uma formação contínua, especializando-nos em áreas relevantes e procurando novos conhecimentos.

 

Melhores cursos para encontrar Emprego

O investimento que fazemos em nós próprios, é o investimento que sabemos que vai trazer retornos.

Cada vez mais, empresas procuram profissionais qualificados, com provas de conhecimento para integrar a sua equipa. A formação é imprescindível. Se está a pensar em tirar um curso, conheça algumas das formações Master D, com forte procura no mercado de trabalho:

Curso de Web Development – O mundo empresarial está a fazer a migração para o Digital. As lojas online estão a fazer concorrência às lojas físicas e cada vez mais empresas necessitam de Web Developers qualificados. O Web Developer é responsável pela criação e manutenção de produtos online, como Websites e Aplicações. Esta é uma profissão em crescimento, com a possibilidade de oferecer condições impecáveis! Trabalhe dentro de uma empresa com equipa de Web Design, numa consultora de Marketing, ou crie o seu próprio negócio.

Curso de Web Design – Semelhante a Web Development, também o Web Design tem ganho procura por parte das empresas empregadoras. No mercado de hoje, cada empresa está a competir com outras 10 ou 20 que podem estar presentes em todo o mundo. O Design da marca e do produto tornaram-se num dos grandes fatores diferenciais. O Web Designer é o responsável por garantir que o Web Site e as aplicações Web de uma empresa estão em congruência com os valores e com a imagem que a marca quer transmitir.

Com cada vez mais empresas a procurar expandir-se para o meio digital, o Web Designer tem sido muito procurado – tanto em sistema de emprego, como enquanto freelancer!

Curso de Wedding Planner – A área de organização e planeamento de casamentos continua a ter muita procura por profissionais qualificados e com experiência. O casamento é o dia quando se está disposto a investir mais – os noivos querem que tudo esteja perfeito e estão dispostos a gastar mais um pouco. Esta é uma excelente área para se trabalhar por conta de outrem, e quando já se tem experiência, pode-se pensar em abrir um negócio próprio.

Cursos de Videojogos – A área dos videojogos continua em expansão. As novas tendências abriram o caminho para que empresas indie, mais pequenas, conseguissem brilhar! Quer queira trabalhar em grandes projetos com empresas de renome, ou trabalhar com a sua equipa em projetos, a área dos videojogos é uma excelente aposta para quem tem gosto pela área!

Conheça os cursos online Master D

Conheça os formandos Master D

 

Esta notícia ainda não tem comentários

Deixe uma resposta

Partilhar esta página: