Auxiliar de Geriatria – o quê e porquê?

Publicado em 2017-05-17

Nos últimos anos tem-se observado uma tendência em relação à população, inversa às décadas anteriores. A grande maioria dos países desenvolvidos tem visto a população idosa a crescer a olhos vistos e a população jovem a decrescer. Portugal não é diferente e regista o dobro dos idosos desde os anos 70. Como resposta ao envelhecimento populacional, o/a auxiliar de geriatria tornou-se uma profissão emergente e cada vez mais requisitada.

Para acompanhar esta tendência social de envelhecimento, é necessário compreender e conhecer o idoso. Só desta forma se consegue que a qualidade de vida não diminua enquanto se somam os anos de vida. Fala-se de uma parte da população que, muitas vezes, é incompreendida e até ignorada. A falta de cuidados e os maus-tratos para com os idosos estão a tornar-se recorrentes, assim como situações de solidão. Esta última pode levar ao agravamento de doenças mentais, como a depressão e a demência. É na companhia, no cuidado e no incentivo aos idosos que entram os/as auxiliares de geriatria como figura crucial para o bem-estar destas pessoas.

Idoso feliz a conversar com uma auxiliar de geriatria.

À medida que os anos vão passando, muitas capacidades físicas e mentais vão-se dissipando. As tarefas que se faziam com agilidade podem tornar-se mais morosas e dolorosas. Contudo, isso depende de pessoa para pessoa. Muitos idosos conseguirão manter-se activos e independentes, mas outros terão uma dificuldade acrescida. Essa dificuldade pode levar a outras consequências se estes não forem acompanhados por um profissional. A negação da idade, por exemplo, pode levar a um isolamento e à depressão.

O poder de um/a auxiliar de geriatria

Primeiro que tudo, a função crucial destes profissionais é garantir o bem-estar do idoso. No entanto, é o auxiliar de geriatria faz a ponte entre o idoso e uma parte institucional (lar, hospital, entre outros). O relacionamento no dia-a-dia com o idoso permite-lhe um conhecimento a fundo das necessidades deste e, portanto, garantir-lhe que estas são tomadas em conta.

Estes/as profissionais de saúde e bem-estar complementam o cuidado do idoso nas mais variadas vertentes:

Física

Incentivar à prática de exercício físico para que os movimentos diários não custem tanto. Aliadas ao exercício físico estão as técnicas de animação que podem estimular os movimentos. Evitar o sedentarismo é crucial para a qualidade de vida do idoso.

Mental

Estimular actividades cognitivas como a leitura, a escrita e o cálculo para que a saúde do cérebro não degenere e para travar o avanço de doenças como o alzheimer e a demência.

Social

Promover a participação activa na família e na comunidade em que o idoso se insere. Combater a solidão é essencial para que a pessoa se mantenha, acima de tudo, feliz.

Idosa a ser auxiliada em exercícios motores por uma profissional

Todas as vertentes de acção acima estão interligadas: frequentar uma universidade sénior irá estimular tanto a vertente social como mental da pessoa em questão. Um/a auxiliar de geriatria irá orientar e ajudar o idoso a manter um estilo de vida o mais saudável possível.

Uma área que cresce, cresce…

Tal como foi dita no início deste artigo, o envelhecimento populacional aumentou a necessidade de se cuidar e manter a qualidade de vida dos mais velhos. Por essa razão, a geriatria tornou-se um sector emergente. Muitos países desenvolvidos, como a Inglaterra e a Alemanha, pedem cada vez mais profissionais da área. E chegaram já a pedir auxiliares de geriatria portugueses.

Por ser uma área que está intimamente ligada aos cuidados de saúde e bem-estar, os auxiliares de saúde devem ter formação. Ser qualificado é uma mais-valia em qualquer área, no entanto, a área da saúde pede uma especial atenção. Ter conhecimentos acerca das doenças e medicação, técnicas essenciais para promover o bem-estar e aplicar a cada idoso segundo as necessidades do mesmo é essencial.

4 comentários a “Auxiliar de Geriatria – o quê e porquê?

    1. Master D Autor do artigo

      Boa tarde, João!
      Agradecemos o seu comentário. Esperamos continuar a merecer o seu interesse nas nossas notícias.
      Desejamos uma excelente tarde!
      Atenciosamente,
      Master D

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *