Testemunho Master.D – Entrevista com Liliana Cosme – AlimentART

Publicado em 2015-04-22

Apresentamos uma entrevista a Liliana Cosme, que tirou o curso de Nutrição e Dietética na Master.D e lançou o projecto de negócio “AlimentART”, na área do bem-estar.

Neste vídeo Liliana explica o seu projeto, partilha o seu testemunho sobre a formação que realizou na Master.D e fala da sua experiência enquanto empreendedora.

Transcrição da entrevista da Master.D a Liliana Cosme da AlimentART

Rita Carneiro: Olá, boa tarde Liliana. Antes de mais gostaria de agradecer o facto ter aceitado o convite da Master.D para vir aqui falar deste seu projeto AlimentART. Como é que isto está a evoluir e de que forma a Master.D também teve um bom contributo para que seguisse este sonho?

Liliana Cosme: Neste momento eu tenho um escritório no centro da Maia e faço acompanhamento de pessoas e de recrutamento.

RC: OK. Acompanhamento a nível…

LC: Na área de bem estar, quer seja para perder peso, aumento de peso ou para bem estar.

RC: Ok. Em que é que consiste o projeto Liliana?

LC: Neste momento eu tenho o escritório no centro da Maia em que eu faço acompanhamento aos meus clientes, na área de bem estar, quer seja para controlo, manutenção de peso e recruto pessoas para fazerem o mesmo que eu faço.

RC: Diariamente como é que põe em prática este seu projeto, ou seja, como é que faz o plano com os seus clientes?

LC: Eu tenho uma primeira abordagem com o cliente, em que lhe faço uma avaliação e vejo qual o objetivo do cliente, depois com ele traçamos um plano com um objetivo muito definido e o meu trabalho, eu acho que até o meu sucesso, tem haver com o tipo de acompanhamento que eu faço. Eu vou acompanhando, vou ligando semanalmente, quase, para saber o que ele está a fazer e se realmente está a ter o objetivo pretendido.

RC: E vê que isso, ou seja, a recetividade a esse trabalho da parte dos clientes é bastante positivo?

LC: Exatamente, porque eu acho que o meu sucesso tem a haver com o resultado do meu cliente. Se o meu cliente conseguir atingir os objetivos dele, esses vão-me trazer mais pessoas.

RC: Liliana, onde é que nós poderíamos ver todo este seu trabalho desenvolvido?

LC: Neste momento eu já não trabalho em parceria com centros de estética e SPA’s, tenho o meu próprio local, tenho um escritório no centro da Maia, mesmo em frente à câmara da Maia, por cima do Café Turista e também tenho uma página no Facebook que se chama AlimentART e tenho um site.

RC: Ou seja, está bastante bem localizada ali mesmo no centro da Maia. Liliana, e a nível da página do Facebook? Contactam-na, pedem-lhe informações, consegue ter assim uma página bastante ativa?

LC: Sim, na verdade eu sou bastante ativa na minha página AlimenART e tenho várias pessoas que entram em contacto comigo através de mensagem privada. Claro que eu dou a informação mínima, porque o melhor é estar comigo, claro.

RC: Claro, pessoalmente.

LC: Pessoalmente.

RC: Liliana, sentiu a necessidade de uma formação provavelmente nesta área para poder por todo este know-how em prática?

LC: Sim, claro. Eu sou engenheira química de formação e tenho o CAP de formadora, mas a nutrição foi sempre um sonho que estava… que sempre sonhei pela nutrição, eu acho que é a área na qual eu me identifico mesmo, mas era um sonho que já estava na gaveta, mas nunca é tarde para a gente abrir essa gaveta.

RC: E porque é que decidiu o curso de dietética e nutrição?

LC: Precisamente por isso, porque é uma área que me sempre aliciou. eu sou utilizante boa, não o faço.

RC: Então acha que realmente a formação foi importante para poder…

LC: Foi fundamental. Claro que tinha alguns conceitos, ajudou-me, a minha área de formação base, química, ajudou-me imenso no processo, não é, mas claro que senti a necessidade deste curso, claro.

RC: Como é que conheceu a Master.D?

LC: A Master.D veio num contexto em que eu já estava desempregada quase à dois anos, estava na internet à procura de trabalho, na net empregos, e encontrei no cabeçalho a publicidade à Master.D e vi lá o curso de nutrição e dietética e disse é agora que eu vou fazer.

RC: E então foi contactada…

LC: Exato, sim. Chamaram-me aqui para uma pré-candidatura, digamos assim, confesso que na altura cheguei aqui com a autoestima completamente devastada, dado a esses dois anos de desemprego, mas eu sabia uma coisa: era o que eu queria e ajudou-me imenso neste processo em que eu estive aqui a tirar o curso em que a autoestima também foi trabalhada.

RC: Relativamente à Master.D com que opinião é que ficou, da formação, da nossa equipa de trabalho, do próprio centro formativo, da metodologia?

LC: É assim, em relação ao curso eu gostei imenso do curso, abriu-me imensos horizontes. Em relação aqui à Master.D sempre foi um ambiente muito profissional, acolhedor, em que todos os profissionais me motivaram a alcançar aquilo que eu sonhava.

RC: E a metodologia? Identificou-se na perfeição, foi de fácil adaptação?

LC: Confesso que foi algo inovador, para mim, mas que eu me adaptei muito bem. Eu gostei de ser eu a decidir o meu ritmo de trabalho.

RC: Que aspetos é que destacaria da Master.D, Liliana? Enquanto empresa, enquanto serviços, dados numerosos o que é que destacaria no curso mesmo? O que é que mais gostou da formação?

LC: Eu gostei muito da minha formação aqui da Master.D mas algo que eu achei muito fascinante e que me ajudou muito depois na procura de emprego foi um serviço que vocês têm e que nos capacita, nos treina na procura ativa de emprego.

RC: De que forma é que acha que isso a ajudou?

LC: Ajudou-me porque focou em vários aspetos, como o currículo, com o estar, o que dizer numa entrevista o que não dizer, até ter a consciência do que nós somos. Isso é importante.

RC: E relativamente ao curso de dietética e nutrição, quer destacar algum ponto da matéria que tenha sido mais interessante?

LC: Eu sei que sou suspeita para dizer porque eu gostei de todo o curso e eu fiz questão, quando me disseram que havia uma dupla certificação, o diploma P8.10, eu disse eu quero este diploma também. E então eu absorvi tudo, tudo o que eu aprendi aqui, absorvi.

RC: E põe em prática no dia a dia?

LC: E ponho em prática no dia a dia. Com certeza.

RC: Quais são os seus projetos para o futuro? Onde é que quer chegar? Onde é que gostaria de chegar?

LC: Ok. Eu este ano tenho uma carteira de trinta e cinco clientes ativos e nove distribuidores que eu supervisiono. O meu objetivo para este ano de 2015 é precisamente chegar a uma carteira de cinquenta clientes ativos e vinte distribuidores.

RC: Como é que é ser empreendedor? Ou que conselhos também daria a alguém que gostasse de criar o seu próprio negócio, Liliana?

LC: Para mim é muito desafiante todos os dias realmente ser empreendedor porque eu tenho que me superar a mim todos os dias mas…e gosto imenso a liberdade que me dá, mas também aliada a essa liberdade está a máxima responsabilidade porque eu estou por minha conta, não é? E o que eu vou alcançar amanhã depende do que eu fiz hoje. Então eu tenho sempre isso em mente. Eu tenho foco e eu gosto de me superar todos os dias.

RC: E que conselhos é que daria a alguém que quisesse criar um negócio, nesta área ou noutra qualquer? Um negócio próprio?

LC: É de facto necessário colocar objetivos. Nós temos que trabalhar por objetivos. Se a gente não tiver objetivos, não tem para onde levar, não sabe para onde vai seguir. E, outra coisa, não importa às vezes se a gente cair. O que importa mesmo é que a gente tem que se levantar depois. Então acho que o meu sucesso é esse. É eu sempre saber me levantar depois de ter caído.

RC: Então acha que todas as pessoas devem criar objetivos e lutar.

LC: Lutar por eles todos os dias. É como eu digo, máxima liberdade, máxima responsabilidade.

RC: Liliana recomendaria a Master.D?

LC: Recomendaria sem dúvida alguma. A Master.D pode abrir horizontes às pessoas que procurem algo mais.

RC: Em jeito de de conclusão: o que é que diria ou o que é que recomendaria, que motivações daria a alguém que estivesse neste momento a realizar o seu curso de dietética e nutrição?

LC: Eu recomendaria que é necessário mesmo colocar objetivos. Se o objetivo do formando que ainda está a fazer os seu curso é terminar, então que o faça, mas que o faça todos os dias porque é necessário realmente dedicar o curso todos os dias e querer fazer melhor.

RC: Bom Liliana, agradecemos imenso a sua disponibilidade e o facto de ter partilhado connosco todo esse seu projeto. Ficamos também muito agradecidos e sensibilizados por sabermos que de alguma forma tivemos uma quota parte de trabalho no sucesso que tem hoje e esperamos que para o futuro consiga concretizar realmente tudo aquilo que tem planeado e que a sua carteira de clientes cresça. Aproveitamos também lhe fazer o convite para estar presente aqui em Março. Depois na sessão vamos ter empreendedorismo onde também vai poder ter a possibilidade de partilhar com os formandos este seu projeto nesta área de negócio.

LC: Muito obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *