Literacia digital – as funções profissionais mais procuradas

Publicado em 2017-08-22

As competências no mundo digital são cada vez mais procuradas. O marketing digital está no topo da lista das funções mais procuradas em Portugal. Este é o tempo da literacia digital.

Portugal está cada vez mais familizarizado com o digital. E isso nota-se na forma como os portugueses já o utilizam diariamente. No entanto, não é só no dia-a-dia que estas competências digitais são utilizadas. Se por um lado a rotina é facilitada, por outro é destas competências que os empregadores andam à procura.

As competências de marketing digital estão a tornar-se imperativas para quem quer trabalhar nesta área

As competências de marketing digital estão a tornar-se imperativas para quem quer trabalhar nesta área.

Quando se fala de literacia digital não se fala apenas da utilização de smartphones, redes sociais, entre outros, mas sim da utilização eficaz dos mesmos. É exactamente desta eficácia que os empregadores procuram.

Ainda não passaram muitos anos desde que o digital começou a revolucionar o funcionamento das empresas. Esta reestruturação deve-se, essencialmente, “às tecnologias sociais e ao big data”. O mercado internacional avançou para a digitalização e Portugal também já se está a desligar do tradicional.

 

Quais os especialistas que os empregadores mais procuram?

O marketing digital encabeça a lista dos especialistas mais procurados. No entanto, esta área tem muito que se lhe diga. Desde competências em SEO e SEM ao e-commerce e passando pelas redes sociais, são muitas as funções mais procuradas.

Quando procuram novos profissionais para a área digital, os empregadores pedem, fundamentalmente, conhecimentos de optimização de motores de busca e adwords. Ambas as funções preenchem 41% das competências digitais mais procuradas. Ter conhecimentos de web analytics também é cada vez mais importante, tendo em conta que representa 29% das competências pedidas.

 

Os conteúdos produzidos para a web são valorizados dentro desta vertente, pelo que ter noções de sistema de gestão dos mesmos pode ser diferenciador. Outras competências diferenciadoras são também o “domínio de linguagem HTML e HTML5”, assim como e-mail marketing e display. Dentro da produção de conteúdos, os conhecimentos de Photoshop e outras ferramentas de edição de imagem e vídeo são valorizadas.

Em termos de soft skills, a criatividade, a capacidade de comunicação e o pensamento analítico são imperativas para entrar nesta área.

Fonte: Sapo Tek

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *