O que são as Killer Questions? O Serviço de Inserção Laboral explica tudo!

Publicado em 2019-11-26

  • Conheça as opiniões Master D e os testemunhos dos formandos que se especializaram connosco.
  • Periodicamente são agendadas várias sessões presenciais que complementam o estudo dos formandos. Veja os vídeos no Youtube da Master D .
    cursos-master-d

Quando sabe que vai a uma entrevista de emprego já passou pela sua cabeça algo deste género: ” O que será que me vão perguntar…?” , “Sou um forte candidato ao cargo pelo meu CV mas será que me vão perguntar algo que posso não saber responder ?” “Será que me vão colocar aquelas perguntas matadoras?

Elisabete Santos, responsável pelo Serviço de Inserção Laboral explica ao pormenor o que são as killer questions e, conhecendo-as melhor, ficará mais preparado para enfrentar qualquer entrevistador!

Mas o que são afinal as killer questions?

As killer questions são uma poderosa ferramenta de seleção de recursos humanos, que permite selecionar o candidato mais competente para o posto em questão, no menor espaço de tempo possível e com os mínimos recursos.

São perguntas que servem para filtrar candidatos, determinando no imediato ou após valoração, a sua continuação ou não, no processo.

Por norma, utilizam-se logo desde o início do processo de recrutamento (seleção online e/ou entrevista telefónica) por forma a excluir todos os candidatos que não as superem! É o caso dos requisitos imprescindíveis de determinada oferta, nesta fase inicial as killer questions são fundamentais! Por exemplo se estamos perante uma oferta de emprego para Guia Turístico, uma possível killer question será se o candidato domina a língua inglesa ou outra. Os que não dominam as línguas, não continuarão no processo.

Já na fase da entrevista presencial estas perguntas são importantes para obter informações de grande valor sobre os candidatos. Por outro lado, é possível analisar a sua capacidade de desconstruir uma situação que à partida parece ser negativa, tornando-a positiva.

 

Vejamos agora quais os tipos de killer questions

Estas questões podem ser abertas ou fechadas mediante aquilo que o entrevistador pretende aferir.

  • Abertas – São úteis para conhecer a capacidade de expressão do candidato, a sua opinião, criatividade, interesses e aspirações, o seu conhecimento sobre a empresa ou o sector.

Questões como “Por que é que quer trabalhar na nossa empresa?”, “Sendo que é um perfil muito jovem e inexperiente como crê que se pode adaptar a um ambiente com pessoas juniores e muito experientes?”, “Como reagiria se não estivesse de acordo com o seu superior em alguma questão?”, “Que expectativas tem sobre a sua carreira profissional?”, etc.

  • Fechadas – Tendo em conta um número determinado de respostas/intervalos possíveis, o candidato responde ficando inserido numa das possibilidades, sendo um fator favorável ou não. Por exemplo, no caso de se perguntar pelas expectativas salariais.

Cada uma destas perguntas pode ser valorizável, permitindo o candidato somar pontos, ou eliminatória.

As respostas às killer questions são cruciais no momento em que o recrutador tem de decidir sobre a escolha de um candidato. Uma vez que não há respostas corretas, pois cada pessoa é uma pessoa, o nosso conselho é que seja sincero, criativo, genuíno e claro, que use um discurso direto, concreto, cuidado e educado. Há que encarar as killer questions  não como armadilhas mas sim como uma oportunidade de nos diferenciarmos dos demais candidatos.

 

cursos-master-d

Vantagens da preparação na Master D

Na Master D os formandos não só são preparados com as competências técnicas para o desempenho da profissão pela qual optaram, mas também aperfeiçoam algumas habilidades fundamentais para o seu desenvolvimento pessoal e profissional. Estas capacidades são trabalhadas ao longo das suas formações através do Módulo de Desenvolvimento Pessoal e Profissional. Nomeadamente como procurar emprego e como saber responder ao entrevistador numa situação de entrevista de emprego.

Assim, independentemente da formação escolhida, todos os formandos trabalham as seguintes valências:

1.Constroem e atualizam do CV e carta de apresentação;

2.Participam em workshops temáticos;

3.Simulam entrevistas de emprego individual.

No Campus Virtual Master D, os formandos têm ainda acesso a vários vídeos e atividades que ajudarão a colocar em prática as várias habilidade aprendidas, nomeadamente postura, técnicas de comunicação e até a indumentária apropriada para a procura de emprego.

Após o curso, os formandos têm ainda a hipótese de candidatar-se a um estágio formativo em contexto real de trabalho. Quanto melhor preparados forem durante a formação, maiores as hipóteses de sucesso!

Artigo escrito em colaboração com Elisabete Santos, Responsável pelo Serviço de Inserção Laboral da Master D 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *