• Partilhar:
Nos últimos anos tem-se observado uma tendência em relação à população, inversa às décadas anteriores. A grande maioria dos países desenvolvidos tem visto a população idosa a crescer a olhos vistos e a população jovem a decrescer. Portugal não é diferente e regista o dobro dos idosos desde os anos 70. Como resposta ao envelhecimento populacional, o/a auxiliar de geriatria tornou-se uma profissão emergente e cada vez mais requisitada.

Para acompanhar esta tendência social de envelhecimento, é necessário compreender e conhecer o idoso. Só desta forma se consegue que a qualidade de vida não diminua enquanto se somam os anos de vida. Fala-se de uma parte da população que, muitas vezes, é incompreendida e até ignorada. A falta de cuidados e os maus-tratos para com os idosos estão a tornar-se recorrentes, assim como situações de solidão. Esta última pode levar ao agravamento de doenças mentais, como a depressão e a demência. É na companhia, no cuidado e no incentivo aos idosos que entram os/as auxiliares de geriatria como figura crucial para o bem-estar destas pessoas.

Idoso feliz a conversar com uma auxiliar de geriatria.

À medida que os anos vão passando, muitas capacidades físicas e mentais vão-se dissipando. As tarefas que se faziam com agilidade podem tornar-se mais morosas e dolorosas. Contudo, isso depende de pessoa para pessoa. Muitos idosos conseguirão manter-se activos e independentes, mas outros terão uma dificuldade acrescida. Essa dificuldade pode levar a outras consequências se estes não forem acompanhados por um profissional. A negação da idade, por exemplo, pode levar a um isolamento e à depressão.

O poder de um/a auxiliar de geriatria


Primeiro que tudo, a função crucial destes profissionais é garantir o bem-estar do idoso. No entanto, é o auxiliar de geriatria faz a ponte entre o idoso e uma parte institucional (lar, hospital, entre outros). O relacionamento no dia-a-dia com o idoso permite-lhe um conhecimento a fundo das necessidades deste e, portanto, garantir-lhe que estas são tomadas em conta.

Estes/as profissionais de saúde e bem-estar complementam o cuidado do idoso nas mais variadas vertentes:

Física


Incentivar à prática de exercício físico para que os movimentos diários não custem tanto. Aliadas ao exercício físico estão as técnicas de animação que podem estimular os movimentos. Evitar o sedentarismo é crucial para a qualidade de vida do idoso.

Mental


Estimular actividades cognitivas como a leitura, a escrita e o cálculo para que a saúde do cérebro não degenere e para travar o avanço de doenças como o alzheimer e a demência.

Social


Promover a participação activa na família e na comunidade em que o idoso se insere. Combater a solidão é essencial para que a pessoa se mantenha, acima de tudo, feliz.

Idosa a ser auxiliada em exercícios motores por uma profissional

Todas as vertentes de acção acima estão interligadas: frequentar uma universidade sénior irá estimular tanto a vertente social como mental da pessoa em questão. Um/a auxiliar de geriatria irá orientar e ajudar o idoso a manter um estilo de vida o mais saudável possível.

Uma área que cresce, cresce...


Tal como foi dita no início deste artigo, o envelhecimento populacional aumentou a necessidade de se cuidar e manter a qualidade de vida dos mais velhos. Por essa razão, a geriatria tornou-se um sector emergente. Muitos países desenvolvidos, como a Inglaterra e a Alemanha, pedem cada vez mais profissionais da área. E chegaram já a pedir auxiliares de geriatria portugueses.

Por ser uma área que está intimamente ligada aos cuidados de saúde e bem-estar, os auxiliares de saúde devem ter formação. Ser qualificado é uma mais-valia em qualquer área, no entanto, a área da saúde pede uma especial atenção. Ter conhecimentos acerca das doenças e medicação, técnicas essenciais para promover o bem-estar e aplicar a cada idoso segundo as necessidades do mesmo é essencial.Auxiliar de Geriatria - Banner

Artigos relacionados

Comentários

26 de Julho de 2020Solange Oliveira
Prezados, bom dia.
Estou no brasil e em breve em Portugal, gostaria de antecipar os estudos online, podem me enviar mais informações do curso de auxiliar de geriatria?

Grata,
Solange
Responder
27 de Julho de 2020Master D - PT

Estimada Solange, 

Agradecemos o seu contacto e o interesse demonstrado na nossa formação em Auxiliar de Geriatria. Já lhe enviámos um email para mais informações e, se for do seu interesse, pode ainda saber mais aqui: https://bit.ly/2WiNMXm

Ficaremos a aguardar notícias suas!

Atenciosamente,

Master D



 


Responder
02 de Setembro de 2019Isabel Correia
Gostaria de frequentar uma formação em geriatria para cuidar de idosos em casa dos próprios. Resido em Portimão.
Agradeço contacto para 966113326
Antecipadamente grata.
Isabel
isabelcorreia10@gmail.com
Responder
09 de Setembro de 2019Master D
Olá, Isabel!
Agradecemos o seu contato e o interesse demonstrado nas nossas formações! Já enviámos um e-mail para mais informações.
Ficamos à espera de notícias suas!
Obrigada,
Master D
Responder
10 de Julho de 2019joao silva
ótimo artigo muito esclarecedor parabéns
Responder
11 de Julho de 2019Master D
Boa tarde, João!
Agradecemos o seu comentário. Esperamos continuar a merecer o seu interesse nas nossas notícias.
Desejamos uma excelente tarde!
Atenciosamente,
Master D
Responder
05 de Setembro de 2017Maria Pires
Gostava de participar num curo de GERIATRIA , como o posso fazer e onde ???

Agradeço resposta para 967454903
Responder
06 de Setembro de 2017masterd
Boa tarde Maria Pires,

Para ter mais informações sobre o curso de Geriatria terá que preencher o formulário que se encontra na página do curso: http://www.masterd.pt/curso-auxiliar-geriatria.html.

Assim que tivermos os seus dados, irá receber um contacto da nossa parte.

Atentamente
Master D
Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos recentes:

Categorias:

Conteúdos em Destaque:

Siga-nos:

Últimas notícias

Sobre a Master.D