Porquê apostar numa formação em turismo?

Publicado em 2017-05-08

Com este sector a crescer a olhos vistos, ter uma formação em turismo pode ser uma mais valia para ingressar no mercado de trabalho.

Uma formação em turismo pode não ser apenas um curso amplo e geral em turismo. Seja uma licenciatura ou um curso técnico, existem imensas áreas pelas quais se pode estar ligado ao sector. Cursos como Gestão Hoteleira ou Recepcionista de Hotel, Técnico de Turismo, Animação Turística ou Turismo Rural podem ser boas opções para quem quer começar uma carreira ou adquirir uma especialização.

 

1.Mercado turístico está a crescer

Se 2016 já foi o ano do turismo, 2017 não está a baixar expectativas. Portugal está a tornar-se cada vez mais atractivo para se investir no turismo e isso tem retornos fantásticos para as várias áreas do sector. Nascem cada vez mais hotéis e empresas de animação turística e a restauração tem cada vez mais receitas. Até as agências de viagens, que se julgavam em fim de vida, renasceram das cinzas e registaram crescimento que não tinham nos últimos anos.

 

2. Combate à sazonalidade e à centralização

Só nos dois primeiros meses do ano, foram mais de dois milhões os turistas que visitaram Portugal. Janeiro e Fevereiro seriam os meses mais fracos se não se estivesse num combate puro e duro à sazonalidade. No entanto, a época baixa não é a única que se quer extinta, também a centralidade de Lisboa e do Algarve está a ser posta à prova. O Porto e os Açores são outras duas cidades a receber mais turistas a cada ano que passa. Agora é esperar que outras zonas os acompanhem.

3. Maior empregabilidade

Com as visitas a aumentarem e com a sazonalidade e centralidade a diminuírem, mal seria se a empregabilidade não aumentasse. A grande maioria das áreas circundantes ao sector do turismo criaram milhares de postos de trabalho, sendo que a restauração e o alojamento foram as que mais contribuíram para este facto. O facto da sazonalidade estar a diminuir também contribui para que os contratos de trabalho se tornem mais extensos.

Só no ano passado nasceram mais de 4000 empresas no sector turístico, o que teve repercussões directas na empregabilidade.

A formação em turismo é das que têm uma maior empregabilidade, quer sejam licenciaturas ou cursos técnicos.  Visto que a tendência é que o turismo continue a aumentar, a empregabilidade não deve diminuir. A Bolsa de Turismo de Lisboa, evento que decorreu no passado mês de Março, foi exemplo disso. A feira teve cerca de 1500 ofertas de emprego e 20 empresas a contratar.

 

4. Mais vale ter formação do que não ter

O subtítulo diz tudo. Num mercado de trabalho que valoriza cada vez mais a qualificação, mais vale apresentar uma formação no curriculum. Apostar num curso, seja ele técnico ou licenciatura, é fazer um investimento para a vida. Os frutos poderão sempre ser maiores do que se não se tiver uma qualificação.

5. Formação dinâmica para pessoas dinâmicas

Os cursos em turismo são conhecidos, essencialmente, por serem cursos com vitalidade. Talvez por serem desta forma, as pessoas que acabam por tirar uma formação em turismo são pessoas cheias de energia. Assim que se integra o mercado de trabalho é possível conhecer todo o tipo de pessoas e proporcionar-lhes as experiências que mais se adequam. Existem imensos tipos de turismo diferentes e com eles nascem diferentes tipos de oportunidades.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *