Mais de 80 cursos para conseguir os seus objetivos. Informe-se!

Pesquisar

Encontrados resultados para ''

Aumento da produção de vinho pode rondar os 20% no Norte

2017 foi um bom ano para a vinicultura. A Norte de Portugal está previsto um aumento da produção de vinho na ordem dos 20%. Feita a média a todo o país, o aumento da produção de vinho em Portugal deverá rondar os 10%. Espera-se que, ao todo, se consiga atingir os 6,6 milhões de hectolitros. As regiões do Douro, Porto e Portas do Dão é a que está à frente, com um aumento de mais de 20%. As regiões que esperam um aumento menor e/ou manter a produção são as da Península de Setúbal e do Alentejo, respectivamente. Estes dados foram avançados pelo Instituto da Vinha e do Vinho (IVV) na terça-feira, dia 1 de Agosto.   Vinicultor mostra uvas e vinho de qualidade a clientes  

O aumento da produção de vinho por regiões

O aumento da produção de vinho no país vem acompanhado com a vindima antecipada. Segundo o IVV, relativamente ao vinho verde do Minho, “não há registo de ataques graves ou doenças ou de pragas , pelo que se espera uma boa qualidade das uvas. O ciclo da videira está avançado cerca de 10 a 15 dias relativamente a um ano normal”. Na zona de Trás-os-Montes, é esperado que a produção cresça cerca de 15%. Quanto à região do Douro, o aumento deverá rondar os 20%. Na Beira Atlântico também está previsto um aumento significativo: cerca de 17%.     O crescimento deverá ser menor na zona do Tejo e Lisboa, já que se prevêem um aumento de 10%. A Península de Setúbal é a que espera um aumento na produção do vinho ainda menor, na ordem do 5%. Já no Alentejo, não se prevêem aumentos na produção. No entanto, a qualidade deverá manter-se e a vindima deverá ser antecipada.

Fonte: Dinheiro Vivo

Esta notícia ainda não tem comentários

Deixe uma resposta

Partilhar esta página: