Como plantar um morangueiro: Dos preparativos à plantação

Publicado em 2019-04-30

Formação Gestão Agrícola

Está no topo dos frutos mais consumidos em todo o mundo e uma fonte de muitas vitaminas, nomeadamente C, A , B1 e B2.  É um fruto com muitos benefícios para a saúde que contém licopeno, um antioxidante natural. Quem não gosta de morangos?

Parece difícil mas não é! Plantar um morangueiro exige alguns cuidados mas pode fazê-lo no seu jardim em camalhões ou em vasos e floreiras. o fundamental é respeitar alguns passos para a sua cultura. Fique agora a conhecer o que precisa de fazer para plantar morangos no seu jardim e veja o nosso vídeo.

Quais aos preparativos para a plantação de um morangueiro?

formação Gestão Agrícola

À terra elevada entre dois sulcos chamamos de camalhão

 

Primeiramente protegemos os camalhões com  plástico para minimizar os riscos de existirem plantas infestantes, ou seja, as ervas daninhas.

Depois de instaladas as mangas plásticas, caso opte por esta forma, instala-se o sistema de rega gota-a-gota. Posteriormente são realizadas as furações nos plásticos. Caso prefira a rega manual, faça-o diariamente de preferência de manhã, mas não deverá molhar o fruto.

As linhas e as entrelinhas deverão estar distanciadas entre si 25 a 35 centímetros ou 30 a 40 centímetros, sendo linhas pareadas. Ou seja, em cada camalhão cabem duas filas de morangueiro e colocamos sempre em ziguezague.

 

formação Gestão Agrícola

Plantadora manual com dois dentes

 

 

Com o auxílio de uma plantadora manual com dois dentes, que serve para cortar parte da raiz do morangueiro para que a planta possa evoluir no solo, iniciamos o processo de plantação.

 

4 Passos no processo de plantação

1. Seguramos na coroa da planta, zona onde encontra a parte vegetal, flores e multiplicação da planta.

2. De seguida aprumamos a raiz. Ou seja, colocamo-la direita por forma a estar preparada para ser introduzida no solo. A coroa, órgão a partir do qual se desenvolve a parte aérea da raiz, não deve ser apertada uma vez que podemos inutilizar a planta.

3. Com o auxílio da plantadora manual, empurramos a planta para dentro do solo através das raízes. Depois de enterrada no solo, só metade da raiz é retirada. Verifique se a coroa se encontra fora da terra para que tenha iluminação suficiente para o seu desenvolvimento.

4. Aconchegar a planta com terra permitindo o seu melhor crescimento.

 

Veja agora o vídeo do e-Tutor João Barrona, Engenheiro Agrónomo: 

Já conhece os Centros Formativos da Master D? Pode realizar a sua formação a distância ou na modalidade semi-presencial. Consulte as localizações e saiba mais acerca das formações e especialize-se.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *